quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Tipo... tudo isso... saca?

– O que tu tá fazendo?

– Tô procurando uma parede pra socar.

(Tédio absoluto. Tão absoluto que desespera.)

– Pra quê?

– Pra ver o que acontece...

– Não vai adiantar nada...

(Nada adianta nada. Tudo adianta menos que nada...)

– Acho que tu estás muito caótico ultimamente...

– Vai te fuder!

– E muito agressivo...

– Quem se importa...

– Um monte de gente...

– Ninguém se importa!

(Ninguém entende. Então ninguém se importa. Quem é que consegue se importar de verdade com algo que não entende?)

– Fica tranqüilo...

– Eu vou fugir.

– Pra onde?

– Pra qualquer lugar bem longe... pro Peru, pro Nepal, pra Nova Guiné, pro Piauí...

– Não vai resolver...

(Eu nunca consigo fugir de mim mesmo...)

2 comentários:

Ryan Mainardi disse...

porque o blog é meu e foda-se se eu quero postar duas vezes no mesmo dia.

tf disse...

teus textos estão cada vez mais cheios de entranhas, saca?
acabou o lirismo.
tu conseguiu vomitar o lirismo e se esquecer completamente dele... muita gente sonha com isso